Divulgação Científica: a internet como ferramenta propulsora

A divulgação científica no Brasil vem crescendo aos poucos, e atualmente uma ferramenta em peculiar vem desempenhando um grande papel nessa jornada: a internet. De pouco em pouco, surgem novos blogs, novos canais no YouTube, e isso facilita com que a barreira entre cientistas e o público em geral se torne cada vez mais tênue, facilitando a transmissão de novas ideias e a propagação de conhecimento. Nós possuímos bons divulgadores científicos pela internet, principalmente pelo YouTube, que tal conhecê-los?

Para quem se interessa por religião, evolução e por alguns assuntos mais polêmicos, deveria visitar o canal do Pirula, que além de paleontólogo é um ótimo pesquisador e sempre procura trazer uma certa precisão nas coisas que fala. Algumas vezes costuma trazer um segundo vídeo de adendo sobre um mesmo tema para debater alguns comentários do vídeo anterior, complementar o assunto ou até mesmo corrigir algo que tenha dito de errado.

Já a Camila Laranjeira, dona do canal Peixe Babel, trata sobre coisas mais voltadas para o mundo da robótica, da inteligência artificial e da tecnologia. Seu canal tem a proposta de levar discussões e novas práticas tecnológicas ao cotidiano das pessoas, explicando de forma simples algo que possa vir a parecer complexo. Além de ser muito extrovertida, trata com muita seriedade os assuntos abordados e procura manter uma certa diversidade em seus vídeos.

Quem se interessa por discussões acerca do conhecimento, sobre filosofia, astronomia e reflexões sobre ciência e humanidade, tem que conhecer o trabalho do Devanil Júnior, o Alimente o Cérebro. O que antes era um blog com textos espetaculares, agora se mantém como um canal com vídeos ainda mais recheados de conhecimento. O Devanil promove algumas séries no canal, tal como a “Aprenda a Pensar Melhor”, que trata sobre lógica informal e mostra como podemos argumentar melhor e analisar argumentos de outrém. Além deste canal, há um fórum onde diversos temas pertinentes são debatidos e questionados, prolongando a reflexão e a discussão dos assuntos tratados que não ficam somente nos comentários do YouTube.

“Saúde Baseada em Evidências” é o lema do Natugood, um canal criado por Seiiti Arata e que tem a proposta de trazer conhecimento sobre nutrição e saúde de forma descomplicada e muito simples. Sem charlatanismo e sem muita enrolação – que costumam ser frequentes em canais da área – Seitii procura trazer informações relevantes para o público em geral, e compromissadas com a ciência. Além do Natugood, possuí também um outro canal chamado Arata Academy, focado mais em produtividade e empreendedorismo.

A História é fascinante, e o canal do Slow consegue trazê-la de forma muito viva, clara e dinâmica, deixando a linguagem acadêmica um pouco de lado e ensinando História como se fosse o seu irmão mais velho, um verdadeiro brother. Mas algumas vezes o Estêvão Slow também adentra para o campo da política, sempre com críticas contundentes e relevantes, tal como a do vídeo que coloquei acima, no qual ele critica o PL: 8099/2014, proposto pelo pastor e deputado federal Marco Feliciano – que inclusive fez uma tentativa de censurar o vídeo pela Justiça.

Minutos Psíquicos! Com ilustrações dinâmicas e histórias bem montadas, o canal traz um tipo de conteúdo que ainda é um pouco escasso – ou pouco conhecido – pela internet brasileira: a neurociência. Apesar de termos ótimos divulgadores científicos na área, como o dr. Miguel Nicolelis e a dra. Suzana Herculano-Houzel, a notoriedade da neurociência vem crescendo de forma mais lenta do que as outras ciências. Contudo, o ótimo trabalho do canal Minutos Psíquicos vem ajudando para que esse tipo de conteúdo seja mais divulgado e reconhecido, popularizando a neurociência e facilitando seu entendimento para o público-geral.

Se você se interessa por educação e pelas ciências humanas, vale muito a pena conferir o canal do prof. André Azevedo. Doutor em História pela Unesp, fala sobre o campo das humanidades sempre em busca de suscitar reflexões e promover provocações, seja em alunos de ensino médio ou em estudantes universitários. Atualmente está publicando a série “Pedagogia da Autonomia”, onde discute elementos fundamentais da obra de Paulo Freire. Já publicou também a série “Mitologias Políticas”, na qual analisa a obra de Raoul Girardet e nos mostra como a religião e a política estão entrelaçadas.

Apesar de ter sido criado recentemente, o canal de Josikwylkson traz à tona assuntos polêmicos com pequenas doses de humor. Tendo apenas 16 anos e entusiasmado pelo universo da ciência, Josikwylkson também escreve para o Universo Racionalista, contando com mais de 30 artigos publicados em um dos maiores sites de divulgação científica do Brasil.

Quem deseja se interar pelo mundo da ciência de forma mais simples, porém, sem perder profundidade, necessita conhecer o Nerdologia! Com uma didática visualmente agradável e um roteiro cautelosamente elaborado, Átila Iamarindo pode nos prender facilmente em seus vídeos e nos provocar grandes brainstorms e insights inesperados. Além de biólogo e pesquisador, Átila também escreve em seu blog Rainha Vermelha, no qual também disponibiliza toda a bibliografia de todos os seus vídeos do Nerdologia.

O Manual do Mundo é um canal incrível, e um dos poucos canais de ciência experimental brasileiro. Em seus vídeos, Iberê Thenório nos mostra através de experiências, como a ciência pode ser divertida – ou até mesmo perigosa, dependendo da situação. Seus vídeos sempre seguem um certo padrão. Primeiro demonstra-se como a experiência será feita, informando as ferramentas necessárias e os principais procedimentos, e ao final, mostra-se os fenômenos que ocorrem durante a experiência e a explicação dos mesmos de forma lúdica e clara. Além de poder ver como tudo é feito, a simplicidade das explicações de Iberê e o formato do canal contribuem para que as experiências possam ser replicadas em sua casa sem muita dificuldade.

Permeado de reflexões filosóficas e de críticas sobre coisas atuais, o Pensarolando, criado por Lucas Moreira, é sem dúvidas mais um canal que devemos manter por perto. Estudante de Direito pela UFF, já em um de seus primeiros vídeos, inova ao analisar as implicações da linguística e da filosofia na NovaFala, da obra “1984” de George Orwell. E outrora, também analisa em outro vídeo o Estatuto da Família de um ponto de vista mais jurídico e bastante crítico. É visível – apesar de relativamente recente – que o canal conta com um roteiro bem estruturado e conteúdo de ótima qualidade.

De forma bem humorada e com bastante compromisso e seriedade, Davi Simões, estudante e pesquisador na área da Física, leva adiante um ótimo trabalho no canal Primata Falante. Seus vídeos não se restringem ao campo da Física, também são abordadas críticas à praticas políticas, científicas e sociais, bem como assuntos mais leves como o abordado no vídeo acima. Possui um senso de responsabilidade descomunal – e que sinceramente me impressiona – ao publicar vídeos todos os domingos sem exceção. Também escreve em seu blog pessoal, intitulado Sísifo e o Absurdo.

Para entender melhor alguns fenômenos científicos de forma clara, a melhor aposta com certeza é no canal Ciência Todo Dia. Através do trabalho de Pedro Loos podemos aprender sobre o funcionamento das flashbangs, descobrir o quanto uma nuvem pesa, entender porque o café nos mantém acordados e até porque nós choramos. Seu canal se difere de muitos outros sensacionalistas da mesma área por seu embasamento científico e por suas explicações bem elaboradas, ao invés de puro entretenimento.

David Ayrolla, no canal Papo de Primata trata, em sua essência, sobre Paleontologia e o estudo da origem humana. Procura mostrar a importância dos temas abordados e também fala sobre as tramas do criacionismo e da evolução. Iniciou recentemente uma série muito interessante intitulada “Evidências da Evolução”, na qual, como o nome diz, destrincha uma gama de evidências científicas da evolução para os espectadores.

Space Today certamente se encontra como o maior canal de divulgação científica de astronomia do Brasil. Em seus vídeos, e sem ser prolixo, Sérgio Sacani dá uma verdadeira aula sobre diversos aspectos da astronomia. O canal atualmente conta com mais de 140 episódios, cada um com sua particularidade e sem contar com o site Space Today que conta com diversos artigos não só sobre astronomia mas também sobre arqueologia, ciências naturais e geologia. É sem dúvidas um dos melhores canais e sites de complemento aos seus estudos em astronomia.

Ciência, bom humor e animações divertidas são alguns dos elementos que compõem o canal Ponto em Comum. Com autoria de Davi Calazans, o canal procura dar explicações às coisas incríveis que acontecem, muitas vezes relacionadas ao nosso cotidiano e que normalmente passam despercebidas, tais como porque o céu é azul e porque os insetos são tão pequenos.

O Revisão é um canal educativo, focado principalmente em História. Contudo, também chega a ser um canal mais diverso trazendo à tona reflexões sobre problemas atuais, como a questão do Zika vírus e dos transgênicos. E ainda há discussões interessantes acerca do tema da educação e da aprendizagem.

Tem interesse por conhecer melhor a área da Biologia? Apresento-lhes o canal iBioMovies, feito por um grupo de professores de Biologia que se preocupam em ensinar com uma didática agradável e clara. Costumam construir exemplos espelhados em situações reais do nosso dia a dia, seja para explicar a adrenalina ou até mesmo o fenômeno da paixão.

O canal Eu, Ciência tem a proposta de divulgar material científico com bastante seriedade e precisão. Genética, política e evolução são apenas alguns dos temas abordados pelo Yuri – sem contar que recentemente fez um ótimo vídeo explicando sobre as ondas gravitacionais que com certeza vale muito a pena ver.

Yeah-Science

Apesar de todos os citados aqui trabalharem com ciência, é interessante notar a especificidade de cada um e a contribuição que cada um faz à ciência brasileira em geral. Nem todos temos tempo, disposição e coragem para fazer o mesmo, divulgar da mesma forma, mas é preciso reconhecer que pequenas atitudes como compartilhar seus vídeos com amigos, escrever um pequeno texto ou até mesmo enviar um singelo elogio ou uma boa crítica construtiva pode ajudar a manter o trabalho deles e fazer com que a ciência brasileira vá galgando, pouco a pouco, os tão árduos degraus que precisa subir.

Obs: Alguns canais ficaram de fora por uma questão de afinidade, por não conhecê-los tão profundamente, e não saber se encaixariam bem na proposta do texto tais como Nando M…:

Olavo de…
Dráuzio Varella: https://www.youtube.com/user/drdrauziovarella
Canal do Otário: https://www.youtube.com/user/OtarioAnonymous
Maestro Bogs: https://www.youtube.com/user/themaestrobogs
Prof. Jubilut: https://www.youtube.com/user/jubilut
Xadrez Verbal: https://www.youtube.com/user/xadrezverbal

Além dos canais no YouTube, também temos ótimos sites de divulgação científica, tais como:

Universo Racionalista
Science Blogs
Awesome Universe
Simetria de Gauge
Blog Cético

 

Anúncios

7 comentários sobre “Divulgação Científica: a internet como ferramenta propulsora

  1. Esses são herois do conhecimento. Nem sempre reconhecidos como deveriam, mas fazem milagre espalhando a ciência para os leigos. Parabéns pela iniciativa de contribuir com a causa. Deixo como sugestão também o canal OláCiência, do Lucas, que é estudante de Biomedicina e fala sobre a ciência na área.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s